Tudo que você precisa saber sobre Beta-Alanina

beta-alanina

O que é Beta-Alanina?

A beta-alanina é um aminoácido considerado não essencial, pois é produzido pelo nosso organismo.

É bastante utilizado na forma de suplementos por pessoas que praticam atividade física e, diferente de outros aminoácidos, ela é considerada não proteinogênica, ou seja, ela não participa da formação de uma proteína, mas sim de uma molécula chamada carnosina, que é a junção de dois aminoácidos, a beta-alanina e a histidina, portanto, a falta de beta-alanina limita a produção de carnosina.

A carnosina está presente nas fibras musculares, prevenindo a fadiga e melhorando o desempenho desportivo, especialmente nos exercícios de alto impacto e curta duração.

A dosagem e ingestão da Beta-Alanina

Um estudo demonstrou que a ingestão de 4,8g a 6,4g por dia de beta-alanina durante um período de 5 a 6 semanas foi utilizada para aumentar as concentrações musculares de carnosina, e assim, obter seus benefícios.

No entanto, a dose recomendada é de um valor menor que 800 mg, já que dosagens superiores de uma única vez podem causar o efeito colateral chamado parestesia, uma sensação de formigamento ou dormência, podendo ocorrer em diversas partes do corpo. Esse efeito começa entre 10 e 20 minutos após a ingestão do suplemento e é temporário.

Muitos atletas encontram nos suplementos alimentares uma forma de complementar à alimentação, quando esta é insuficiente para atender às demandas do exercício ou para melhorar o desempenho.

Beta-Alanina é segura?

Recentemente, no ano de 2020, a ANVISA liberou o uso e a comercialização do suplemento, mostrando ser algo seguro ao consumidor.

Vale lembrar que não é só através dos suplementos que a beta-alanina é encontrada, podendo ser encontrada também em alimentos como carnes bovinas, suínas, aves e peixes, mas em menores quantidades e não tão efetiva quanto a suplementação.

Por isso que indivíduos vegetarianos podem se beneficiar, e muito, da suplementação de beta-alanina, uma vez que não consomem as principais fontes desse aminoácido.

Aparentemente o consumo suplementar desse aminoácido parece ser seguro e trazer muitos benefícios para os praticantes de atividade física, desde que seja realizado um acompanhamento individualizado.

Uma alta administração, por longos períodos, pode causa danos oxidativos celulares, afetando significativamente o metabolismo energético, os processos celulares e causar danos no DNA.

Fique atento a esse consumo e procure sempre um nutricionista para te ajudar!

Referências:

ARTIOLI, Guilherme Giannini et al. Role of beta-alanine supplementation on muscle carnosine and exercise performance. Med Sci Sports Exerc, v. 42, n. 6, p. 1162-1173, 2010.

ANVISA: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-re-n-4.502-de-4-de-novembro-de-2020-286977939

HOFFMAN et al. Effect of Creatina and B-alanine suppplementation on performance and endocrine responses in strength\ power athletes. Int Journal Sports Nutr Exerc Metab, v.16, p. 430-446, 2006.

MINUZZI, Bruna Nitzke. EFEITO DA BETA-ALANINA SOBRE ALGUNS PARÂMETROS BIOQUÍMICOS EM CÉREBRO DE RATOS. 2017.

NEVES, Solange Pavão. Uso da Beta-Alanina na Prática Desportiva: uma revisão da evidência. 2020.

Saunders B, Riani L, DE Salles Painelli V, DE Oliveira LF, DA Eira Silva V, et al. Twenty-four weeks of beta-alanine supplementation on carnosine content, related genes, and exercise. Med. Sci. Sports Exerc. [Internet]. 2017 ZANDONÁ, Bruna Amorim et al. Efeito da suplementaà § ã o de beta-alanina no desempenho: uma revisã o crÃtica. RBNE-Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, v. 12, n. 69, p. 116-124, 2018.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!